19 de março de 2012

SAP posiciona cloud como um dos pilares de sua estratégia

Déborah Oliveira, da Computerworld

O SAP Business One OnDemand, solução de gestão empresarial na nuvem da SAP, foi um importante passo na estratégia da fabricante alemã em direção à cloud computing. Mas a companhia quer mais e por isso busca reforçar a presença no segmento. “Em 2011, começamos a estruturar nosso posicionamento nesse mercado. Criamos uma área direcionada para a prática e estamos contratando especialistas no Brasil e no México. Cloud é o quinto e novo pilar de atuação da SAP ao lado de mobilidade, analytics, banco de dados e tecnologia”, detalha Claudio Tancredi, diretor de Vendas On Demand da SAP América Latina. 

De acordo com ele, a organização está em fase de apresentação das soluções para prospects, que além do Business One OnDemand, incluem mais cinco baseadas no modelo software como serviço (SaaS): Sourcing OnDemand [compras], Sales OnDemand [vendas], Carbon Impact [para medir a pegada de carbono], Crossgate [comunicação de dados entre parceiros e fornecedores], NetBase [redes sociais] e StreamWork [colaboração].

O executivo não revelou números sobre a expectativa de representatividade de cloud nos negócios da companhia nos próximos anos, mas afirma que as apostas são altas. “Queremos ser reconhecidos como a primeira organização de nuvem do mundo. Esse mercado está em expansão e temos o desafio de desmitificar o conceito e mostrar ao cliente que a nuvem possibilita inúmeras melhorias para os negócios como redução de custos e agilidade”, diz Tancredi. 

Benefícios que são adequados para qualquer tipo de empresa, prossegue, especialmente as pequenas e médias, por não demandar infraestrutura interna e por sua flexibilidade. “No Brasil, há pelo menos 15 anos atuamos com aplicações e conhecemos as necessidades das companhias, aprendemos com elas e ajudamos a eliminar desafios. Vamos repassar tudo isso para a cloud”, assinala.

Segundo ele, o diferencial das plataformas da SAP para a nuvem é que todas foram redesenhadas para operar no novo ambiente. “Não foi uma simples adaptação. Construímos uma interface amigável e que pode ser acessada por meio de dispositivos móveis”, garante.

Tancredi afirma que a infraestrutura da SAP está pronta para receber clientes de nuvem. “Fizemos um projeto piloto no México e fomos bem-sucedidos”, diz. Além disso, o executivo diz que a fornecedora conta com data centers nos Estados Unidos, Alemanha e Ásia para suportar a demanda e não descarta a possibilidade de construir um no Brasil. “Está em nossos planos”, aponta.


Fechar


Fechar

Be Sociable, Share!

Speak Your Mind

*